segunda-feira, 9 de julho de 2018

Notícias de catástrofes e acidentes

Estava a ver o " Jornal da noite" da Sic e não estava a perceber nada do resgate da equipa de rapazes Tailandeses da gruta. Como desisti de ver as notícias, sou demasiado sensível e não quero ver mais corpos de crianças de 3 anos nas praias da Turquia (chorei imenso ao ver isso o ano passado, acho).

A ver a notícia, que já se vai arrastando há dias, não percebia como tinham ido parar lá, porque era preciso mergulhadores para os tirarem se eles não tinham equipamento de mergulho... Comecei por pensar que tinham caido num buraco e ido parar a uma gruta. Depois pensei que se tinham perdido a explorar a gruta. É que os jornalistas não falavam nisso, só mostravam esquemas de mergulhadores a passarem por estreitos túneis e os rapazes numa gruta maior, agrupados. Juro que tive de vir ao google ler a notícia para perceber que tinham sido chuvas intensas que tinham inundado a gruta e impedido a saída. Nem me lembrei que lá chovesse, como aqui é verão. Quando tive "Introdução ao Jornalismo" dado até por dois jornalistas conhecidos da RTP1 (um andava sempre a faltar porque o mandavam seguir as notícias internacionais, não me lembro do nome, já morreu) o outro nem digo quem é, só que era muito popular e gostava de por a mão no ombro das alunas mais giras. Eles ensinaram que nas notícias há as cinco perguntas a responder " Quem, como, onde, porquê, quando".
O como ou o porquê de lá estarem não aparecia, e eu estava a pensar o que levou aquele professor a levar os alunos a enfiarem-se por túneis estreitos a explorar, sem comida pelos vistos....Há dez dias.

Enfim, desisto, não me interessam as notícias. Não posso fazer nada e só me enervo.

domingo, 8 de julho de 2018

Que divertido, sair à noite

Por volta das sete tomei banho e preparei-me para ir para Mafra. O tempo estava quente, vesti uma jeans e uns ténis (os novos) e esperimentei duas blusas, pensei em não levar o blusão de ganga visto estar tanto calor. Meti sombras e rímel na carteira pequena, para me pintar depois e meti-me no carro,
à medida que avançava pela A8 e depois A21, começaram a aparecer núvens escuras. Felicitei-me por ter levado o casaco e não me esqueci de virar para Ericeira/ Mafra, já uma vez segui em frente para Leiria, e tive de voltar para trás. Cheguei a Mafra antes da 8h 30 combinadas, mas a minha amiga ainda não estava pronta. A filha já estava no jardim de Mafra com duas amigas e ela disse-lhe para nos comprar três pães com chouriço. Era a Feira do Pão e cantava o João Pedro Pais, o único motivo que me levara lá, nunca o ouvi ao vivo.
O filho dela também ia, mas quando soube que iamos jantar pão disse que ficava em casa. A mãe ainda lhe disse que ia a amiga da irmã de 21 anos que ele não conhecia, mas ele , com 24, preferiu ficar em casa. A jogar no PC.
A minha amiga pintou-me com os acessórios que eu levara e disse que eu me devia pintar sempre. Sim, na verdade, talvez. Com sombra acinzentada e bege e máscara alongadora nas pestanas. Foi com aquele pincel que quase ceguei um olho.



Fomos a pé ter ao jardim, e a humidade era grande, mas a minha amiga insistia que estava uma bela noite. O João Pedro Pais já estava a cantar, com uma camisola grossa bege, mas nós fomos ter com as miudas que estavam na parte das barracas. Ouvia-se na mesma,,,e eu estava cheia de fome. Elas estavam muito giras, a mais velha com uns shorts brancos, já tinham comido e anunciaram que iam para o Sumol Summer Fest, ter com uns rapazes que tinham conhecido quando estavam no algarve. Vieram de propósito para as ver. A mais velha tinha carro, por isso abalaram para a Ericeira. A Feira do Pão era mais território de famílias e casais felizes e a minha amiga , digamos , a Mónica, encontrou alguns casais conhecidos. Eu estava a comer um belo pão de Mafra com chouriço (era de Mafra pois estavamos em Mafra) e bebi limonada, ela ainda comeu uma filhós cheia de açúcar (dias não são dias) mas os fritos fazem-me azia. Fomos depois lá para o meio ouvir a música. Ele fez um belo solo de guitarra eléctrica e tentou que o público acompanhasse lá uns versos, mas tinha pouco feed-back e disse que eramos cá uns meninos... Mas ainda dancei ou bamboleei-me um pouco.
Aquilo acabou às 11h 30 e saimos para casa, onde a Mónica foi entregar o pão com chouriço ao menino amuado que ficara em casa. Aproveitou para levar um casaco e fomos para a Ericeira. Ela queria ir para o Ouriço, a discoteca minúscula com vista para o mar, em que se abrem as janelas para as pessoas respirarem, já lá ia com 20 anos. Mas claro que meia noite é muito cedo e fomos para a esplanada dos navegadores. Encomendamos uma tábua de queijos e fumados e pão e eu uma Coca cola Zero e ela cerveja. Estivemos lá até fechar às duas, as meninas não estavam com disposição de sair da festa ( a que tinha o carro fora-se embora), e passamos de novo pelo Ouriço que desta vez tinha fila à porta. Eram quase só homens e o porteiro chamou-nos mas a Mónica estava com sono e seguimos. Um loiro ainda me disse " Bom dia!" e eu respondi... Eram 2h 30 mas Ok, era estrangeiro.
Fomos ter ao parque de estacionamento do Sumol Summer fest onde as duas meninas estavam com dois rapazes com ar de betinhos giros e arrastamo-las para casa. A Mónica é uma mãe muito moderna, perguntou de onde eram (Guimarães) e a outra disse que iam a ficar a dormir no carro e de manhâ voltavam para Guimarães, também já estavam sem dinheiro pois no algarve gastaram muito em Ubers, como bebiam não andavam com o carro. Lindos meninos.
Vim para casa por aquela estrada escura e rodeada de floresta, sem óculos (tinha levado os de sol graduados) mas pus-me em casa em meia hora.
Hoje acordei um bocado maldisposta das comidas e com dores como se tivesse estado no ginásio. Além dos bambpleios no concerto, ainda nos fartamos de andar na ericeira, a fazer tempo para as meninas chegarem, mas no final nós é que as fomos buscar (de carro).
Enfim, foi divertido e não gaste quase nada, o concerto foi grátis e gostei.

sábado, 7 de julho de 2018

Sumol Summer Fest

Olha agora, parece que o mundial só tem equipas europeias. Já eliminaram todas as sul americanas. Não queria que a França ganhasse, por isso a Bélgica ou a Inglaterra.
Como já tinha ido ontem ao vet com a gata e ao super. hoje fiquei em casa. Os miudos ficam com o pai estes dias. Posso ir a Mafra ver o João Pedro Pais. Gosto das musicas dele e dele também.
Vamos a ver como acordo. Ando com uma insónias, são os gatos a miar na cozinha. depois solto-os e andam a correm em cima de mim...
Ainda por cima descarreguei outro livro no PC e começo a ler e são 4 h. Adormeço e acordam-me aos mios. Depois não adormeço. Tomo um comprimido e acordo às 2 da tarde. Como uma tosta mista e adormeço a ver a telenovela.... Acordo e vou apanhar a roupa da minha filha e ponho-a no quarto dela. por passar a ferro. Tem 21 anos, se a quiser passada, que passe. O miudo ainda lhe dobro as t-shirts ponho na gaveta. Miúdo. Vai cortar o cabelo pois precisa de foto para o passaporte. Mas onde é que vão? Parece que é a N.Y (com o pai). Disse-lhe para cortar também o bigode e barba, senão parece um terrorista. Ficou todo ofendido, que não parece nada. Em setembro, depois de dois meses de praia, para os americanos, todos os gatos são pardos.
Olha , parece que também há o Sumol Summer Fest , na Ericeira, com malta do hip-hop. e surf e skatters,,,
 Que chatice, é mais gente bêbeda na estrada...Eu não bebo, mas não me apetece vir sozinha de lá, de noite, no meio de miúdos a fazerem corridas. Só se ficar lá a dormir. No sofá da amiga.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Goodbye World Cup



Engraçado que desde que fomos eliminados pelo Uruguai, o interesse pela " Copa do Mundo" desapareceu. A única coisa que se ouve é que se espera que o Brasil ganhe.

A Uber também se deu ao trabalho de me responder que não fiquei selecionada para prosseguir no processo de seleção. Oh, que pena, gostava tanto de estar 8 h ao telefone a responder a reclamações.

Assim estou de férias e como os dias estão horríveis, ou nublados ou nublados eu pus os meus filhos ao trabalho, a porem-me livros que queria ler em PDF no PC. É optimo, adoro! Primeiro, aquilo tel luz e posso ler com a luz apagada. Segundo as letras são enormes e leio com os óculos de computador. Terceiro, o laptop equilibra-se em cima da barriga ou de lado e não preciso de mão para o segurar e só carrego no botão da seta, para pág. seguinte. E é de graça!
Resultado, li o livro da Charlaine Harris que me faltava " An ice, cold grave" numa noite. Passei a noite acordada a ler. Adormeci às 8 h e acordei às 14h 45. Aí dei-me conta que era dia 2/7, consulta às 14 h para mostrar as análises que fiz dia 28/5.  Como estava tonta de sono, arrastei-me para o sofá e nem telefonei a perguntar se ainda podia ir. Comi uma torrada e pus-me a ver a telenovela e acordei de novo às 18 h.

Amanhã tenho de acordar, nem que não durma de noite, tenho os filhos cá, tenho de comprar comida e todas essas coisas. Felizmente a casa está arrumada, é só limpar as caixas do gatos e levar o lixo à rua.

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Rock in Rio em Lisboa


Agora está a dar em direto do Rock in Rio, os Xutos & Pontapés a cantarem em palco, pela primeira vez sem o Zé Pedro (morreu o ano passado), com o Presidente da República, o primeiro ministro e mais gente no palco. E chove a cantaros. " Cats and dogs".
A minha filha está  no público e eis como saiu aqui de casa: calções curtos de ganga, t-shirt e ténis e um corta vento preto. Mochila com água e sem gurda chuva. Cheia de perfume. Foi com os amigos do Técnico. O irmão não foi. Ela também não o convida. e ele diz que não quer ir.

Bem e agora parece que a chuva parou. Choveu intensamente durante a homenagem ao Zé Pedro e depois parou. Qual milagre de Fátima.

terça-feira, 26 de junho de 2018

Mais futebol

Não vi o jogo Portugal- Irão e fui ao Facebook ver os comentários, parece que empatámos e que o Carlos Queirós estava muito chateado por não terem dado cartão vermelho ao Ronaldo. Por acaso depois fui ver ao Telejornal e tinham uns comentários e momentos e não percebo nada daquilo, mas  não vi nenhum elbow. Acho piada, ele quando era nosso selecionador era muito calado e bem educado, era professor e tal, agora parece todo exaltado, parece que é mais iraniano. Ainda por cima foi com o Ronaldo, o seu inimigo...
Boa, ter marcado o Quaresma, para variar. Foi uma pena terem depois empatado...Sempre empates, não tem piada.


Ricardo Quaresma e Cristiano Ronaldo amigos desde jovens